terça-feira, 24 de abril de 2018

Estágio Internacional em Fredericksburg, Virginia, Estados Unidos

No passado fim de semana, dirigi um estágio internacional em Spotsylvania, Virginia. O convite foi feito pelo mestre Aviv Goldsmith, reitor da sua escola privada, em Frederiksburg, Virginia.

O dojo é um dojo espetacular, muito espaçoso, com muitas janelas/portas que dão acesso a um lindo jardim, que estava nesta altura a florescer, com a vinda da primavera.

O dojo, além de ótimos tatami, tem espelhos enormes de forma a que toda uma grande classe pode estudar olhando para os mesmos, tem um escritório, sala de estar, biblioteca, uma cozinha enorme, balneários e WC femininos e masculinos e para deficientes, um parque de estacionamento enorme, um telheiro altíssimo para se poder treinar armas ou fazer festas, e um relvado ótimo para a prática de bukiwaza.

O mais incrível deste dojo, contudo, é uma caligrafia gigante e original de O’Sensei Morihei Ueshiba, dizendo "takemusu aiki". É realmente muito raro para um dojo ter caligrafias de grandes mestres, e ainda mais raro do próprio fundador do aikido.


Antes do estágio, Aviv sensei levou-me e ao professor José Silva, a ver o local onde teve lugar uma terrível guerra entre o Norte e o Sul dos Estados Unidos. Foi realmente impressionante.
Depois fomos fazer um percorrido duma adega e fábrica de Whiskey Americano, onde também tivemos a oportunidade de provar um oprimo whiskey e rum da Virginia.




Durante o estágio treinou-se sankyo e variações, katate dori waza, ushiro waza, tanto dori, ken suburi e ken awase, jo suburi, 31 no jo e também jo no awase ho. No final do estágio, ainda houve uma classe suplementar de Shurikenjutsu, durante mais uma hora.

Tanto dori


Prática de Aiki Ken ao ar livre


A festa do estágio foi no tatami e a meio houve introduções de cada um dos presentes na festa.


Donna a fazer um discurso. Ao meu lado direito Aviv Sensei, dono e reitor do dojo e no
lado esquerdo o fortíssimo Wayne, aluno de Hitohira Sensei e que viveu em Iwama por mais de 6 anos.


A extraordinária caligrafia “Takemusu Aiki” do próprio fundador do Aikido, Morihei Ueshiba

O que mais se pode notar foi a simpatia dos praticantes e o seu desejo de ajudar e aprender.

Pelos alunos de reconhece o mestre. Aviv Sensei, um praticante de longa data e aluno de Morihiro Saito Shihan, é um organizador nato e plenamente devotado ao ensino dos seus alunos através da disciplina mas principalmente pela amizade.

Foi uma grande surpresa encontrar o João Cruz, um muito antigo praticante português, que já há vários anos está a viver nos Estados Unidos, com toda a sua família. Outras agradáveis surpresas foram o Wayne, praticante que viveu em Iwama por mais de 6 anos, José Silva, de São Paulo e que organizará o meu próximo estágio, e Ian Noel Kennedy, aluno do falecido mestre Dennis Tatotian.

Foi um encontro técnico, mas também foi um grande encontro de paz e amizade, com o verdadeiro espírito Aiki.


Profundos agradecimentos a Aviv Sensei e esposa Donna, pela forma em que me receberam e receberam a todos os outros praticantes, e pela amizade sincera de há anos.

Tristão da Cunha

terça-feira, 10 de abril de 2018

NOVOS PASSAPORTES DA APASD

O professor Nelson Mota entregou, no sábado passado, os novos passaportes da APASD.

Estes passaportes foram ligeiramente modificados, e por isso irão encontrar novas secções como ‘Estágios de outros Budo’, uma secção para averbar o pagamentos das quotas federativas e associativas e uma secção para os responsáveis técnicos ou dojo cho.

Para evitar o gasto desmedido dos passaportes e para responsabilizar mais que os detém, foi decidido cobrar uma pequena quantia - 5 € - por passaporte.

Os dojo cho terão de viajar à Aiki En para os obter, sendo que já há passaportes disponíveis nos seguintes dojo: Honbu dojo, Takemusu Aiki Dojo de Torres Vedras e Estremoz Aikishurendojo.

Também, o professor Nelson recebe encomendas para os símbolos de Iwama Shin Shin Aikishurenkai, para colocar nos keikogi, e também shuriken.











quarta-feira, 21 de março de 2018

Shin dojo de Morihiro Saito Soke, renovado

O Shin Dojo e, no lado direito o antigo restaurante Yamabiko e a casa de Sensei.
No início de Março, começou a renovação do Shin dojo, o dojo que Morihiro Sensei construiu ao lado do antigo restaurante de Hitohira Sensei, o Yamabiko (que hoje serve como cozinha dos uchideshi).

Quando, nos anos 90, a organização Aikikai quis vender o dojo e o templo do aikido, Saito Sensei resolveu fazer um dojo, de forma a que pudesse continuar a ensinar o aikido do Fundador, seu mestre.

Felizmente o plano de venda dos terrenos dos Ueshiba nunca se concretizou, mas o dojo de Saito sensei ficou construído. Quando Morihiro Sensei nos deixou, ainda faltava fazer o piso do rez-do-chão do Shin Dojo e acabar as paredes, trabalhos que foram depois concluídos por Hitohira Sensei.

A cozinha dos uchideshi
Este ano, no início de Março, a parte de cima do Shin dojo, o dojo propriamente dito, sofreu uma melhoria fantástica.
Digo o 'dojo propriamente dito', pois o resto do edifício está divido entre Chuu-nikai, um pequeno andar intermédio, onde os uchideshi normalmente dormem, e o Shin dojo no Shitá, onde os uchideshi se reúnem para comer, pois ali existe uma mesa comprida, mandada construir por Hitohira Sensei, onde também existe a salamandra para aquecer o duro inverno, os chuveiros, o Ki Musubi no heya que é pequeno espaço que Saito sensei usava para pequenas festas. Neste espaço, há uns dois anos Hitohira Sensei construiu um ofuro, para os uchideshi tomarem banhos quentes, estilo japonês.

Bom, de qualquer forma, as paredes do Shin dojo eram um pouco tristes e agora, completamente cobertas de madeira, o dojo ficou muito mais bonito e com um sentir fantástico. Morihiro Saito sensei estaria de certeza muito contente com esta renovação!

Este trabalho foi feito pelos carpinteiros que há décadas fazem trabalhos para Morihiro Saito Sensei e para Hitohira Saito sensei, ajudados pelos uchideshi, claro está.

Parabéns, Sensei, por mais este melhoramento, e muito obrigado, pois os uchideshi, também ficam melhor acomodados!



Sensei a fazer udon, no Shin Dojo no Shita (fotografia dum grupo Russo).

Melhoria de imagem do Shin Dojo


O Shin Dojo melhorado...fantástico!

Shin Dojo no Shitá: festa (fotografia dum grupo Russo).



segunda-feira, 19 de março de 2018

Estágio Nacional da Primavera 2018 - Portugal

O dia 17 de Março, foi um dia de chuva intensa. A viagem de Estremoz a Lisboa fez-se sempre com uma chuva intensa, que nos forçava a abrandar por falta de visão. Mesmo assim, viajámos a Lisboa para participar no Estágio Nacional da Primavera.

O estágio começou ás 09h00 e acabou ás 17h00. Na parte da manhã e metade da tarde, praticámos técnicas de Kihon Katame waza. Sendo o kihon - o básico - o treino mais importante no aikido, a pedra angular, é de facto necessário saber todos os detalhes de cada técnica e as suas semelhanças também.

Assim, praticámos do ikkyo ao rokyo, sendo que o sankyo ura, o gokyo e o rokyo já foram praticados da parte da tarde.




Para finalizar, estivemos a estudar as entradas correctas para jo dori. Foi referido o perigo de aplicar uma defesa contra ataques com o jo [jo dori] com a forma incorrecta, pois pode provocar acidentes graves. Sendo uma técnica avançada, se esquecermos [as bases] do jo dori, a aplicação destas técnicas também se torna perigosa para o defensor.





Tivemos a presença de praticantes do dojo de Santiago de Compostela, com o Mestre José Veiga, promovido recentemente pelo nosso Soke para Godan (5º Dan), do Saito Aikidojo, com o mestre António Serra, de Torres Vedras, com o professor Nelson, de Lisboa com os vários professores e mestres que ali ensinam tais como o mestre Jorge Feio, os mestres gêmeos Cotovios, o professor Filipe Carvalho, a professora Carolina, etc.  O Gaspar Paulino veio também almoçar connosco, pois ainda está em convalescença duma operação que sofreu, sempre com o seu espírito jovial. Obrigado pela visita, Gaspar.

Também participaram em parte deste estágio as crianças do honbu dojo, com um bom espírito.





Na hora do almoço tivemos a mesa cheia de petiscos e pratos deliciosos, confeccionados pelos alunos de cada dojo, como a Kirsh do Nuno Sousa, o Pão Recheado do Filipe Carvalho, etc.

Como sempre, temos de agradecer à Madalena Bicho, pelos pratos e sobremesas que nos traz. Absolutamente deliciosos.










Durante este estágio houve também a feira Aiki En, onde se venderam todos os produtos que vieram da quinta do Aikido, em Estremoz. Laranjas sumarentas e doces, tangerinas óptimas, limões, ovos, galo do campo, azeitonas, foram os produtos que houve neste mini-mercado Aiki.

Podem fazer as encomendas, antes que acabe a fruta para aikido.estremoz@gmail.com.

Obrigado a todos. Continuem a treinar. O próximo encontro, para os yudansha, será a 10 de Junho.


Do plano anual de 2018, não se esqueçam:


  1. Março 17 – Estágio Nacional da Primavera
  2. Junho 10 – Encontro Nacional de Yudansha para repetição do exame de shodan
  3. Julho 6~8– Estágio de Verão (devido ao cancelamento, por Sensei, de todos os estágios internacionais, o estágio de verão será nesta data)
  4. Outubro – Estágio Nacional do Outono em Torres Vedras
  5. Dezembro 8 e 9 – Kangeiko em Vila Nova de Santo André



segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

ASSEMBLEIA GERAL DA APASD 2018

Boa noite a todos os aikidokas e amigos,

Que se encontrem bem na companhia das respectivas Famílias e Amigos.

Encarrega-me o Presidente da Assembleia Geral, de publicitar a próxima Assembleia Geral da nossa Associação, a ter lugar no Honbu Dojo, em Lisboa, a 10 de Fevereiro de 2018, pelas 11h e 30m.

A convocatória segue em anexo.

Chamamos a atenção, que após a Assembleia Geral, vamos comemorar os aniversários, do nosso Mestre Tristão da Cunha, e dos senpais, manos, Nuno Cotovio e António Cotovio.

Favor trazer alguma comida e bebida para partilharmos e honrarmos os aniversariantes, para que a Vida se repita, para eles, e todos nós, por frutuosos e longos anos.

Aquele aiki-abraço, e vivam bem.

Aristides Bicho

Secretário d' Associação Portuguesa Aiki Shuren Dojo




--------------



ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA AIKI­SHUREN DOJO 
Dentou Iwama Ryu

Assembleia Geral Ordinária Convocatória
Nos termos dos Estatutos, convoco a Assembleia Geral, em sessão
ordinária, para o próximo dia 10 de Fevereiro, sábado, do corrente ano pelas 11h30, a ter lugar no Honbu Dojo, na Rua do Arco do Chafariz das Terras , no13 A ,( Lapa) , 1200­607 Lisboa , com a seguinte:

Ordem de Trabalhos
  1. Apresentação de contas e balanço anual do ano 2017.
  2. Proposta para nova gestão do Honbu Dojo de Lisboa.
  3. Eleição dos novos Corpos Gerentes da APASD para o 2018
  4. Cancelamento do Estágio internacional em Estremoz.
  5. Convite a Tittarelli Sensei para um Estágio para professores.
  6. Outros assuntos.
Não havendo número legal de sócios para deliberar em primeira convocatória a Assembleia reunirá, em 2a convocatória, no mesmo local e com a mesma ordem de Trabalhos, meia hora depois, deliberando, então, com qualquer número de sócios presentes.
Nota:caso não pretenda continuar a receber este tipo de informação contacte­nos
Lisboa, 25 de Janeiro de 2018


O presidente da Mesa da Assembleia Geral
(Nuno Miguel Ferreira Cotovio)


ポルトガル合気修練道場
1989­2018 

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Visita do dojo de Torres Vedras, a Estremoz

No passado sábado, o Estremoz Aikishurendojo recebeu a visita do dojo de Torres Vedras, Takemusu Aiki dojo, organizada pelo professor Nelson Mota.

O treino, como todos os sábados, foi no Ginásio Vybe, na zona industrial de Estremoz.  Este treino foi dirigido aos principiantes, e por isso houve ensinamentos sobre etiqueta com armas, suburi de Aiki ken e Aiki jo e técnicas básicas de taijutsu.

Depois do treino, houve um almoço na Aiki En, oferecido pelo dojo de Torres Vedras.

Foi com grande alegria que também tivemos a companhia do Dr. Manuel Morais Costa, praticante de longa data e benemérito da APASD.

Muito obrigado pela visita e bem haja ao Professor Nelson Mota.





Frango do Campo, da quinta do Aikido em Estremoz

No final de fevereiro, a Aiki En terá frango do campo para venda.

Os frangos são da raça Preta Lusitana, uma das 4 raças de galinhas portuguesas e em perigo de extinção. Como nasceram demasiados machos, teremos de vender.

"A galinha Preta Lusitânica é muito estimada e apreciada pela qualidade e delicadeza da sua carne, pela sua notável aptidão como poedeira e chocadeira e pela sobriedade e elegância da sua plumagem negra. “ Amiba

Estes frangos são frangos que vivem no campo, pastam no campo e comem comida biológica. O preço que a Aiki En está a fazer o preço, é de 6,00€ por frango, com miúdos. Sabemos que o preço do frango biológico está mais caro, mas como a Aiki En ainda está em processo de conversão para produção biológica, venderemos simplesmente como frango do campo.

Temos somente 17 frangos para venda, desta vez. Em breve também teremos das outras raças lusitanas.



Frangos da Raça Preta Lusitana, na Aiki En em Estremoz
Qual a diferença dos nossos frangos?

Como cresceram:

  • com a luz do sol
  • com ar fresco
  • livres na pastagem
  • pastagem organica, natural, sem pesticidas


Também,

  • sem antibióticos
  • sem hormonas
  • sem comida artificial


São, por isso, os nossos frangos estão livres de antibióticos e de hormonas, têm uma carne saudável, e são produzidos numa quinta que não polui o meio ambiente.

São frangos de raças lusitanas, em extinção e a sua criação na quinta está a ajudar a proteger e a presevar os seus genes.

Ao ser tratados duma forma humana, com uma qualidade de vida optima, sem stress, são frangos que darão uma carne saudável para si e para a sua família.


São um produto Português