terça-feira, 18 de março de 2014

EXAMES DE CRIANÇAS

O mestre a corrigir a forma seiza do Jean.
Foi também no dia 15 de Março que se realizou a primeira parte dos exames das crianças. A segunda será na quarta feira e no sábado.

Foi muito bom os alunos adultos terem comparecido para servirem de uke às crianças.
Muitos parabéns Santiago e Francisco Arenas, que passaram para o 8º kyu!


O Francisco a aplicar kotegaeshi na Aurianne.

Os irmãos Arena a acabarem irimi nage.

O François a aplicar nikyo omote no seu uke, o Bernardo.


Ukemi e shikko também fazerem parte dos exames dos mais novos.

Kodomo a acabar o exame com kokyudosa.

ÉPOCA DE EXAMES

O Miguel Plantier Martins, a demonstrar tachi waza katate dori
ikkyo, depois de 40 minutos em suwari waza.
No passado dia 15, realizaram-se, no honbu dojo, exames para vários kyu. Houve uma grande variedade de praticantes a demonstrarem o seu exame.

De facto, houve praticantes a demonstrar os exames desde o 10º ao 3º kyu! Esta semana, na sexta-feira, haverá mais outra oportunidade para aqueles que não puderam comparecer no sábado passado, por razões de força maior.
O dojo estava cheio e não cabia mais um examinando. Por esta razão até foi útil que os três praticantes que restavam, não tivessem aparecido.

Os exames correram muito fluidamente, pois estavam todos bastante bem preparados. Esperemos que os que virão apresentar os exames esta semana, também tenham o nível dos vimos.

Foi bom ver que houve muitos yudansha que se ofereceram como parceiros dos examinandos. Não há melhor forma de aprender e enraizar técnica, do que treinar com shoshinsha!

É de estranhar que durante estes exames não se ouviu o mestre Tristão gritar (muito...). Será que foram melhores do que os anteriores????

Aos que ainda não passaram, só nos resta dizer: Ganbatte!!!

Aspecto geral do exame.


Bukiwaza é uma parte muito importante de todos os exames de
Iwama Ryu Aikido.

Exame de Aikiken Suburi



Para o exame de 3º kyu, os alunos também têm de demonstra shuriken, desde a distância de aprendizagem até à primeira distância. O shuriken é uma parte importante do estudo e treino de praticantes sérios de Budo e, neste caso, de Iwama Ryu.

O Daniel e o António durante o exame de shurikenjutsu.
Muitos parabéns!


CONHEÇA OS NOSSOS MEMBROS - ENTREVISTAS PELA MARIANA

Mariana Bicho


A Mariana começou o mês passado a fazer entrevistas a vários membros do honbu dojo - e não só - com o propósito de fazer com que todos se conheçam, ou se conheçam melhor. 
O primeiro entrevistado é o Daniel Ribeiro, recentemente eleito Secretário da Direção da APASD.





P: Como te chamas?


R: Daniel Ribeiro

P: Tens que idade?

R: 30 anos

P: Como soubeste do dojo?
R: Pesquisei na internet porque era uma arte marcial por qual sempre teve gosto em ver e decidi praticar.

P: Que técnicas gostas mais e que técnicas gostas menos ?

R: Em geral gosto tudo, sankyo em armas Jo... Tobu ukemi gosto muito de cair! 
(risos)

O Daniel a demonstrar go no awase 
O Daniel demonstra suburi com o tanrenuchi, durante o seu exame para 3º kyu.
P: Aconselharias AIKIDO a toda a gente?

R: Toda e mais alguma.

P: O que é que o AIKIDO contribui para a tua vida quotidiana?
R: O AIKIDO fez com que eu deixasse de fumar, emagreci, auto-confiança e mais segurança.

P: Fala me do ambiente do dojo...
R:  É ótimo, melhor não podia haver e sinto me ótimo.

 Obrigada Daniel!

terça-feira, 11 de março de 2014

segunda-feira, 10 de março de 2014

COMO FAZER UM EXAME DE AIKIDO


O treino para os exames não deve ser só para os exames mas sim um treino complementar ao estudo diário de aikido; fazer um exame é mais bem demonstrar o resultado dos estudos sinceros que cada um tem feito até ao dia.

A apresentação dos exames não só serve para o próprio praticante subir de nível, como também ajuda a escola/dojo, a aumentar o número de praticantes que treinam corretamente o aikido do Fundador e, logicamente, quando um praticante tem boa técnica, pode ajudar a ensinar os outros. Quando um exame ocorre durante um estágio internacional – e principalmente se for feito por Saito Sensei ou por um Shihan – serve como exemplo para todos os praticantes, mas também, e principalmente, para os professores. Os professores têm a obrigação de assistir a todo o exame, mesmo que os examinandos não sejam seus alunos, pois só assim aprenderão o que Sensei realmente requer de cada nível.

Como deve ser treinado?
  1. Revendo as bases
  2. Estudando a etiqueta e apresentação correcta do exame.
  3. Preparando correctamente os documentos necessários e preparando os parceiros que escolher para o exame:
a.     À medida que se sobe de escalão, existem diferenças que são importantes de notar. Não só aumenta o número de técnicas, como também o rigor, o vigor e a forma de apresenta-las. Os parceiros/uke têm de conhecer estas formas, para não serem magoados durante a execução das mesmas. De preferência, os parceiros devem saber fazer tobu ukemi. Também têm de conhecer a etiqueta correcta para uma boa apresentação, que estará relacionada com, por exemplo:
                                               i.     Fazer as respectivas vénias e dizer as frases adequadas de saudação.
                                              ii.     Fazer o kiai apropriado.
                                            iii.     Manter o keikogi composto durante todo o exame.
                                            iv.     Se o mestre resolver mudar de uke, saber como agradecer correctamente ao examinando.
                                              v.     Saber como entregar as armas, usa-las, e coloca-las de novo de volta.
b.     Na mesa do professor devem estar os documentos preparados para o exame:
                                               i.     A folha com as técnicas do exame ou,
O examinando a preparar a mesa do examinador.
                                              ii.     Uma ou duas folhas em branco com o nome do examinando (se o examinador for Japonês, o nome também deve estar em katakana; se houver mais do que um examinando, a folha também deve ter uma fotografia para que seja fácil identificar o examinando com o nome).
                                            iii.     Caneta que foi devidamente  experimentada.
                                            iv.     Os óculos do professor, se este necessitar.
                                              v.     Uma garrafinha de água, selada.
Exemplo de uma mesa preparada para o exame:
folha do examinando, passaporte Aiki, pagamento, garrafa de água, caneta e óculos.
c.      Tudo deve estar numa mesa que será colocada num canto do dojo apropriado. Deve haver uma cadeira ou zabuton para o professor se sentar.
d.     Se houver muitos examinandos a serem examinados ao mesmo tempo, a mesa deverá ser do tamanho apropriado para que o examinador possa distribuir os papéis de exame nas ordens apropriadas, pela mesa. Aliás, os alunos podem optar por colocar os papéis da direita para a esquerda e sentar-se nos respectivos locais, por nome, antes do professor chegar.
e.     Se o examinador for um mestre de fora, os professores dos examinandos deverão estar presentes (atrás, no tatami), em posição formal e não devem falar uns com os outros.
f.      Devem conservar seiza no início e no final do exame, seguir as saudações formais do examinador e, numa altura combinada, poderão mudar todos para agura, mantendo sempre uma presença digna.
Esperando com o parceiro, depois de preparar o dojo.
g.     Os uke que esperam a sua vez de serem chamados também devem estar sentados a uma distância razoavel, em linha, de forma formal, com as armas que os parceiros precisarão. À medida que as armas vão sendo necessárias, estes uke que esperam, devem ajudar recebendo as utilizadas e oferecendo, formalmente, as que forem necessárias.
Os alunos recebem a mestre com uma venia.
h.     Os uke que esperam não devem falar uns com os outros.
i.       Os observadores fora do tatami, também devem conservar um decoro apropriado, pois um exame é um evento muito sério. Não devem cruzar os braços, cruzar as pernas, beber, comer, falar, tomar notas, filmar ou fotografar sem autorização.



Começa-se o exame tal qual se começa uma aula.
Cumprimentar o professor depois da saudação.

É importante que o exame seja também um evento bonito, bem planeado. Por isso a correcta colocação dos uke em relação ao Shomen, e dos professores, é importante. Queremos ensinar com o exame e também difundir uma boa imagem do nosso dojo.


O professor diz, "shomen ni rei" e os alunos curvam-se em frente ao shomen.

O examinando anda em shikko para a frente do seu parceiro.
Olha para o parceiro em seiza....

... e cumprimenta o parceiro.


O examinador pode decidir começar com buki waza ou com taijutsu;
O aluno deve estar preparado para isto.
Depois da saudação inicial, se o examinador decidir começar por taijutsu,
o aluno deve saber como colocar as armas atrás de si para deixar espaço livre
para as técnicas de taijutsu.

Antes de começar e depois de acabar, o aluno deve
sempre fazer uma vénia com a arma, colocando-a acima da cabeça.

Depois de fazer uma vénia com a arma acima da cabeça,
deve fazer outra venia com a arma de lado.

Alunos a começar o exame de Aikiken.

Ao acabar de utilizar o ken, o aluno deve coloca-lo no
lado direito, antes de substitui-la pela próxima arma. 


Depois do exame, o aluno deve dirigir-se à examinadora e agradecer.

O aluno não se pode esquecer de agradecer ao parceiro(s).


Os propósitos gerais dos exames são (neste caso, para shodan):
  1. Ajudar os principiantes a terem uma boa e bonita técnica.
  2. Ajudar os principiantes a começarem seriamente -e logicamente - a estudar o Aikido.
  3. Estudar para o exame reafirma os estudos feitos até então.
  4. É uma forma auto-disciplinar-se e vencer etapas importantes.




O aluno sendo felicitado, no final da cerimonia, pelos parceiros.

Não se esquecer de:
1.     Repetir, Repetir, Repetir...
2.     Pedir a um sempai – que seja assíduo e exemplar - para que veja e corrija a nossa técnica.
3.     Corrigir os erros que o sempai indicar.
4.     Depois de ter todo o exame corrigido, repetir o exame completo umas 4 ou 5 vezes, ou mais.
5.     Voltar a demonstrar todas as técnica ao semeai.
6.     Corrigir o que ainda estiver mal.
7.     Repetir todo o exame outra vez.
8.     Rever as técnica do próximo exame e treiná-las mais um pouco.
9.     Escolher a data do exame e apresenta-lo na data, com confiança.
10. Apresentar o exame com um espírito firme, expelindo um sentimento forte. No final do exame, sentar-se em seiza, dignamente, com os parceiros nos lugares apropriados.
11. Ouvir o julgamento do examinador com um espírito aberto.
12. Se passar, manter-se calmo e agradecer aos parceiros, depois da saudação.
13. Se não passar, manter uma posição digna e, depois do examinador nomear as razões pelas quais não passou, agradecer em voz alta ao examinador, com uma vénia: “Arigtougozaimashita!!”
14. Se passar agradecer também, de igual forma.
15. Depois da cerimonia de encerramento do exame, agradecer ao professor e/ou examinador, pelo tempo despendido.
16. Agradecer aos seus próprios professores e sempai que ajudaram na preparação.
17. Ajudar com a limpeza do dojo.
18. Receber os cumprimentos dos colegas não com um sentimento de orgulho mas de gratidão pelos que participaram nesta parte do estudo da sua Via.
19. Nunca esquecer o pagamento do exame.