terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Um bom professor / A good teacher




Agora que as técnicas do Aiki já não são usadas para a guerra, a maneira de ensinar precisa, necessariamente, de mudar.


Muitos anos atrás, eu era um professor extremamente rigoroso e os antigos senpai várias vezes lembram os novos praticantes deste tempo.

Lembro-me de que muitos de nós tentámos imitar a vida de Saito Sensei, lutando nas ruas contra os malfeitores, gritando com nossos alunos e corrigindo severamente o mínimo erro em sua técnica ou etiqueta.

Os acidentes nas aulas eram mais comuns naquela época. Lembro-me de aplicar imediatamente e com força uma técnica no aluno que dissesse "isso não funciona comigo". Simplesmente não suportava que um aluno me desafiasse de alguma forma. Como resultado, em alguns círculos, eu tive a fama de um professor estrito e perigoso.

Morihiro Sensei sabia de tudo, de alguma forma (havia mais como eu), e um dia em Iwama enquanto estava sentado com os uchideshi, disse-nos que o tempo de brigar nas ruas havia terminado e que tínhamos que ser mais gentis com nossos alunos.
Ouvir isso assustou-me bastante. Levei cerca de dois a três anos para entender o que o sensei disse e mais alguns para começar a implementá-lo. Ainda hoje tenho o desejo de ser extra-rigoroso muitas vezes.

Voltando a Iwama todos os anos, vi o Grande Morihiro Sensei mudar, bem como a rigidez de seus ensinamentos. Mas também vi que o número de estudantes uchideshi (estudantes residentes) aumentava, assim como os participantes em estágios internacionais.

Os números não são importantes, diria também Morihiro Sensei, mas vimos um claro aumento no número de pessoas que realmente queriam aprender a técnica de O'Sensei.

É mais difícil ensinar gentilmente do que estritamente, pois leva mais tempo para ensinar e para aprender. Para ensinar gentilmente, a paciência deve ser exercitada o tempo todo, constantemente, sem falhar. Contudo, os resultados nos alunos são duradouros e de muita qualidade.

Se ensinarmos gentilmente, os alunos serão mais gentis com os seus kohai e passarão de bom grado, e com entusiasmo, os conhecimentos para os amigos. Além disso, também aproveitarão mais o treino e todos os dias esperarão ansiosamente pelo começo dos treinos.

Um professor deve dar 0 exemplo. Esta é a parte mais difícil do ensino.

Há uma diferença entre um professor de Budo e um instrutor de desporto. Mesmo que um instrutor de desporto também deva ser um guia moral para um desportista, esta área não é considerada uma característica necessária – oficialmente - de um instrutor. Um instrutor deve ser um bom técnico e preparar o desportista para uma competição, ou guiá-lo nalgum tipo de programa desportivo.

Um bom professor de Budo, no entanto, deve mostrar boa etiqueta dentro e fora do dojo e deve ser cortês com todos os alunos. Ele deve abster-se de insultar os alunos que não entendem bem os ensinamentos, pois cada pessoa gasta um tempo diferente para aprender.

Com muita frequência, os alunos que demoram mais para aprender são os mais persistentes e os que sobem mais na hierarquia. Ao longo dos anos de ensino tenho visto isto, repetidamente. Geralmente, os alunos que aprendem rápido também param de treinar muito cedo e, portanto, nunca alcançam uma classificação mais alta ou se tornam professores.

Se um professor de Budo começa a perder alunos, ele deve analisar a situação:
• Será por causa de dificuldades económicas dos alunos?
• Será porque o professor não está a ensinar claramente?
• O professor está a mudar as técnicas que os antigos professores deixaram para estudar?
• O professor insulta os alunos ou os amigos dos alunos?
• O professor não tem etiqueta adequada?
• O professor já não é um exemplo para seus alunos?

Para que um aluno respeite e aprenda com um professor, ele deve respeitar o professor. No entanto, é também isso que o professor deve fazer!

Ter boa técnica e ensinar com pontos técnicos adequados é muito bom, mas o dever de um professor de Budo vai além disso; ele deve ser um exemplo dentro e fora do dojo e na sociedade.
O exemplo que um professor de Budo mostra será seguido pelos alunos e elogiado pelas famílias e amigos dos alunos. Um bom professor será amado pelo aluno.

Ainda estou a trabalhar nestes pontos, pois é uma maneira muito difícil de viver.
Ser amado pelos alunos também é amar os alunos.



_____________________________________________________________________________


A good teacher sets an example, and …. is loved and respected.

Now that the techniques of Aiki are no longer used to make war on others, the way of teaching has to change, accordingly.

Many years ago, I was an extremely strict teacher and the old senpai often remind the new practitioners of this.

I remember that many of us tried to imitate the life of Saito Sensei, fighting on the streets against evildoers, scream to our students and correct sternly at the minimum error in their technique or etiquette.

Accidents in the class were more common, back then. I remember that I would immediately, and forcefully, apply a technique on a student who would say, “this doesn’t work on me”.  I simply could not stand that a student would challenge me in any way. As a result, in some circles, I had the fame of a strict and dangerous teacher.

Morihiro Sensei knew everything, somehow (there were more like me), and one day in Iwama while seating down with the uchideshi, told us that the time of fighting in the streets was over and we had to be more kind to our students.
Hearing this quite startled me. It took me about two to three years to grasp what sensei was saying and a few more to start implementing it. I still have the wish inside of being over rigorous many times.

Going back to Iwama every year, I saw the Great Morihiro Sensei change, as well as the strictness of his teaching. But I also saw that the numbers of uchideshi students (live-in students) increased as well as the participants in international seminars.

Numbers are not important, Sensei would also say, but we did see an increase in people genuinely wanting to learn O’Sensei’s technique.

It is more difficult to teach kindly than to teach strictly, as it takes longer to teach and to learn. To teach kindly, patience must be exercised at all times, constantly, without fail.

If we teach kindly, the students will be more kind to their kohai and will willingly pass on the knowledge to their friends, enthusiastically. Also, they will enjoy training more and every day will anxiously wait for training time.

A teacher must set an example. This is the most difficult part of teaching.

There is a difference between a Budo teacher and a Sports Instructor. Even though a Sports Instructor should also be a moral guide to a sportsman, this area is not regarded as a necessary characteristic of an Instructor. An instructor must be a good technician and prepare the Sportsman for a competition, or lead him in some type of sports program.

A good Budo teacher, however, must show good etiquette inside and outside the dojo and must be courteous to all students. He must refrain from insulting the students who do not understand the teachings well, for every person takes a different time to learn.

Very often, the students who take longer to learn are the most persistent ones and the ones who go higher up the ranks. I have seen over and over. Generally, students who learn fast also stop training very early and so never achieve higher rank or become themselves teachers.

If a Budo teacher starts loosing students, he must analyze the situation:
·      Is it because of economic difficulties?
·      Is it because he is not teaching clearly?
·      Is the teacher changing the techniques that the ancient teachers left for us to study?
·      Is he insulting the students or the students’ friends?
·      Is he lacking in proper etiquette?
·      Is he no longer an example to his students?

In order for a student to respect and learn from a teacher, he must respect the teacher. However, this is also what the teacher must do!

Having good technique and teaching with proper technical points is very good, but the duty of a Budo Teacher goes beyond this; he must be an example inside and outside the dojo and in society.
The example a Budo teacher shows will be followed by the students and praised by the students’ families and friends. A good teacher will be loved by the student.

Myself, I am still working on this, as it is a very difficult Way to live.
To be loved by the students is also to love the students.





quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

KAGAMI BIRAKI 2020






No dia 11 de Janeiro, teve lugar o evento chamado Kagami Biraki, que dá início oficial ao ano de treino.

Este evento teve lugar no dojo de Estremoz, situado no Pavilhão Municipal Desportivo.
O Kagami Biraki começou às 09h15 e durou por volta de 1 hora e teve a participação do dojo Isshin, em Lisboa, liderado pelo mestre Jorge Feio, do Kamiaikidojo, representado pelo professor Luis Gomes, e do Takemusu Aikidojo, liderado pelo Professor Nelson Mota.



O evento começou com a cerimónia de abertura, seguido com um discurso do mestre Tristão, que falou sobre o significado do Kagami Biraki, do significado das demonstrações, e falou sobre a prática nos vários dojos da APASD.  Ao discurso, seguiu-se a entrega de certificados de assiduidade e de agradecimento, seguindo-se as demonstrações dos praticantes.


Feliciano Vasa, do dojo de Torres Vedras; Ricardo Brites, de Estremoz; Mihai Branescu, do dojo de Vila Nova de Santo André; e Yann le Moan, do dojo de Lisboa receberam os certificados de assiduidade.
Houve também entrega de certificados gratidão pela ajuda prestada em 2019, tendo começado entrega ao Joaquim Dias, seguindo-se Ricardo Brites, Aristides Bicho, Nelson Mota, António Miguel Serra e Jorge Feio.


Ao todo houve 13 demonstrações de praticantes de várias graduações, tendo começado com uma excelente demonstração do Gabriel Pires, 9 kyu (na altura), do Estremoz Aikishurendojo, que demonstrou técnicas de Katate dori com o António Painha, 6 kyu.
Seguiram-se as demonstrações de: Ricardo Brites, 6 kyu que demonstrou técnicas mais avançadas de Katate dori, com o Nuno Sousa, shodan, ambos de Estremoz; de Antonio Painha que demonstrou técnicas de shoumen uchi com o Ricardo Brites; Leonardo Gonzalo, que demonstrou várias técnicas de Ikkyo, com o professor Luis Gomes 3 Dan; Feliciano Vasa Ferreira, 2 kyu, demonstrou técnicas de Morote Dori com o professor Nelson Mota, nidan;

Joaquim Dias, shodan, demonstrou Irimi Nage com o António Painha, 6 kyu; Nuno Sousa, shodan demonstrou Ichi no Kumitachi, com variações, com o Ricardo Brites, 6 kyu; Carolina Cabrera, nidan, demonstrou Jo dori com o Yann Le Moan, também nidan; Nelson Mota, nida, demonstrou técnicas de Muna dori com o Nuno Sousa, shodan; Yann le Moan, nidan, demonstrou técnicas de Koshi Nage, com Carolina Cabrera, nidan; Luis Gomes, sandan, demonstrou técnicas de Jo Nage com Yann le Moan, nidan; Jorge Feio, yondan, demonstrou Tachi Dori com os uke Luis Gomes, sandan e Nelson Mota, nidan. A última demonstração foi do mestre Tristão da Cunha que demonstrou Tokubetsu Kihon e Hanmihandachi com o António Painha, 6 kyu.
O evento acabou com um almoço na quinta Aiki En, no qual participaram todos os praticantes, familiares, vizinhos e ainda mais alunos de Santo André, que chegaram mais tarde.



Muitos parabéns a todos e bom ano de treino.


Para mais fotografias clique aqui.

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

COMO CHEGAR A ESTREMOZ / HOW TO GET TO ESTREMOZ

Como chegar a Estremoz / Como chegar a Estremoz:
https://www.metrolisboa.pt/en/

Se vier de avião, no aeroporto poderá tomar o metro [1,50 €] Linha Vermelha, do Aeroporto para S. Sebastião. Saia do comboio e, sem sair da estação, mude para a Linha Azul em direção à Reboleira. Deve parar e sair da estação para a rua, em Sete Rios / Jardim Zoológico.
Poderá também escolher por tomar um táxi ou Uber.
Ao sair, pergunte como chegar à Rede-Expressos: é só atravessar a rua. Compre um bilhete para Estremoz. Uma vez em Estremoz ... tudo está a uma curta distância. Ao voltar, lembre-se de que a estação ainda não possui um sistema de pagamento com cartão: use dinheiro. O preço deve rondar os 15 €.

https://www.rede-expressos.pt/pt/tickets

Se alugar um carro, tome a auto-estrada A6 (atravessará o Rio Tejo), em direção sul Évora / Espanha. Há uma saída da estrada para Estremoz ... e depois são 3 ou 4 minutos para o centro. Preço: 13,50 €.
No centro, estacione seu carro na praça central da cidade, Rossio, gratuitamente, e caminhe até o hotel.
Há opções de chegar a Estremoz pelas estradas laterais, gratuitamente: faça uma busca no Google. No entanto, terá sempre de pagar a portagem da ponte.
Se tem amigos em Lisboa que participem no estágio, entre em contato com eles e compartilhe os custos.

Plan of subway: follow the yellow trace

Parking at Rossio, Estremoz

How to get to Estremoz:
https://www.metrolisboa.pt/en/

If you come by plain, at the airport you can fetch the subway [1,50€] Red Line, from the Airport to S. Sebastião. Get out of the train and, without coming out of the station, change to the Blue Line in direction of Reboleira. You must stop and come out of the station into the street, at Sete Rios /Jardim Zoológico [Zoo]. 
You can also take a Taxi or Uber. 
When you come out, please ask directions of how to get to the Rede-Expressos. Buy a ticket to Estremoz. Once in Estremoz...all is at a walking distance. When going back, remember the station does not yet have card paying system: use money. The price should be around 15€.


If you rent a car, take the highway A6 (you will cross the Tagus River), south direction Évora/Spain. There is a way out of the Highway to Estremoz...then it's 3 or 4 minutes to the center. Price: 13,50€. 
At the center, park your car in the center city square, free of charge, and walk to your hotel. 
There are options of coming to Estremoz by the side roads, free of charge, please google them. However, you always have to pay the bridge toll.
Se tem amigos em Lisboa que venham ao estágio, entre em contato com eles e compartilhe os custos.

Estágio Internacional em Estremoz: horários e hoteis


Horário do Estágio Internacional de Aikido em Portugal 2020*
Schedule for the International Aikido Seminar in Portugal 2020*Friday/Sexta-feira 22 May/Maio 2020
• 14h00 - 17h30 – Inscription/Inscrição
• 17h30 - 18h45 - Keiko n°1 - Bukiwaza
• 19h00 - 20h15 - Keiko n°2 - Taijutsu
Saturday/Sábado 23 May/Maio 2020
• 7h00 - 8h45 - Inscription
• 8h45 - 10h00 - Keiko n°3 - Bukiwaza
• 10h15 - 11h30 - Keiko n°4 - Bukiwaza
• 11h45 – Group Photograph/Fotografia de Grupo
Lunch/Almoço
. 15H00 - 16H30 DAN EXAMINATIONS
• 16h30 - 17h45 - Keiko n°5 - Taijutsu
• 18h00 - 19h15 - Keiko n°6 - Taijutsu
• 20h30 – Party/Festa
Sunday/Domingo 10 May/Maio 2020
• 7h00 - 9h00 - Inscription
• 8h00 - 9h00 - Special keiko
• 9h30 - 10h45 - Keiko n°7 - Bukidori
• 11h00 - 12h15 - Keiko n°8 - Taijutsu
• Attention: this schedule may change without prior warning.
• Atenção: este horário poderá mudar sem prévio aviso


HOTEIS E PENSÕES 


HOTEL LIST
A CAMINHAR ATÉ AO DOJO / WALKING DISTANCE FROM DOJO:
PATEO DOS SOLARES CHARM HOTEL
Rua Brito Capelo
Estremoz
Call 268 338 400
https://www.pateosolares.com/en/
HOTEL O GADANHA
Largo General Graça nº 56
Estremoz
Call 268 339 110
www.residencialogadanha.com
RESIDENCIAL MIGUEL JOSÉ
Estabelecimento Hoteleiro - Residencial Miguel José
Travessa da Levada, n.º 8, 7100-567 Estremoz
268 322 326
268 332 318
https://www.facebook.com/pages/Residencial-Miguel-Jose/347780665855980 

RESIDENCIAL CARVALHO **
Estabelecimento Hoteleiro - Residencial Carvalho **
Largo da República n.º 27, 7100-505 Estremoz
268 339 370
268 322 370
joaodcpires@sapo.pt
https://www.residencialcarvalho.pt/ 

HOTEL “O ALENTEJANO” **
Estabelecimentos hoteleiros - Hotel “O Alentejano” **
Rossio Marquês de Pombal, n.º 13-15, 7100-505 Estremoz
268 337 300
268 337 301
cafealentejano@sapo.pt
https://www.alentejanohotel.com/en-gb
D.DINIS/LOW COST HOSTEL
Estabelecimento Hoteleiro - D.Dinis/Low cost Hostel
Rua 31 de janeiro, nº48
268032668
967003380
ddinishostel@gmail.com
https://www.ddinislowcosthostel.com/en-gb
SENTIDO FIGURADO
Alojamento Local - Sentido Figurado
Rossio Marquês de Pombal, n.º 87 , 7100-513 
925793547
sentidofigurado.estremoz@gmail.com
https://www.facebook.com/Sentido-Figurado-Alojamento-Local-1723556550998679/
POUSADA DA RAINHA SANTA ISABEL *****
Estabelecimentos hoteleiros - Pousada da Rainha Santa Isabel *****
Largo D. Dinis, 7100-509 Estremoz
268 332 075
268 332 079
recepcao.staisabel@pestana.com
http://www.pousadas.pt
RESIDENCIAL MIGUEL JOSÉ
Estabelecimento Hoteleiro - Residencial Miguel José
Travessa da Levada, n.º 8, 7100-567 Estremoz
268 322 326
268 332 318
https://residencial-miguel-jose-guest-house-estremoz.booked…
À DAS FREIRAS
Alojamento local - À Das Freiras
Rua Magalhães de Lima, DUPLEX n.º 18 e LOFT n.º 20, 7100-552 Estremoz
916 868 268
adasfreiras@gmail.com
http://www.adasfreiras.weebly.com
ANNA’S APARTMENT – ESTREMOZ
Rua da Misericordia 16, 2º Andar (floor), Estremoz, Portugal, 7100-515
https://anna-s-estremoz.ibooked.ca/
CASA DO MORGADO DO CASCO
Rua Doutor Gomes Resende Junior 11, Estremoz, Portugal, 7100-550
https://casa-do-morgado-do-casco-estremoz.ibooked.ca/
CASAS DO LAGO
Largo General Graça nº29, 1, Estremoz, Portugal, /100-112
https://casas-do-lago-estremoz.ibooked.ca/

COM CARRO / WITH CAR:
HOTEL IMPERADOR ***
Estabelecimentos hoteleiros - Hotel Imperador ***
Fonte do Imperador, EN. 4, 7100-052 Estremoz
268 339 950
268 339 958
934 056 794
reservas@hotel-imperador.com
http://www.hotel-imperador.com
MONTE DOS PENSAMENTOS
Monte dos Pensamentos
Estrada da Estação do Ameixial, 7100-149 Estremoz
268 333 166
montedospensamentos@hotmail.com
http://www.montedospensamentos.com
MONTE DOS FREIXOS
Turismo em espaço rural - Monte dos Freixos
Rua 5 de outubro, nº15
939455088 - 966337927
montedosfreixos@gmail.com
http://montedosfreixos.wixsite.com/montedosfreixos
CASA DOS TIOS
Alojamento Local - Casa dos Tios 
Rua Capitão Mouzinho de Albuquerque nº21
966951664
927753260 
reservas.casadostios@hotmail.com
https://www.facebook.com/…/H…/Casa-dos-Tios-127208571511504/