segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

SUSUHARAI - NAORAI - SAYONARA DO MARKO TOMATIS

  No dia 15 de Dezembro realizou-se a limpeza/purificação anual do nosso honbu dojo. A prática de limpar as casas antes do final do ano, não é uma prática japonesa mas sim universal.
O susuharai [煤払い] é a limpeza da fuligem no final do ano, quando se faz o Ousoji [奥掃除] ou a grande limpeza. Participaram nesta grande limpeza: O mestre Tristão mestre Mónica, o professor Marko Tomatis, o António Dente, o Aristides Bicho [membro Kambukai], a sua filha Mariana, o Nuno Rufino, o Filipe Carvalho, o Miguel Roquette, O Daniel Ribeiro, o Yann Le Moan e familia [Gabriel, François], a Aurienne, e o irmão Gregoire e o Filipe Martins.
Por uma questão prática foram alotadas áreas a cada grupo e assim a mestre Mónica e o António Dente ficaram encarregados da limpeza do kamidana, o Nuno Rufino, o Miguel Roquette da cozinha, o Marko Tomatis da biblioteca com o Filipe Carvalho, o Aristides e filha da enfermaria e o Yann e familia e amigos da rampa, wc e outros.
A limpeza começou às 08:35h e acabou às 13:45h.
Um grande muito obrigado, sim realmente, sentímo-nos obrigados a agradecer, pois foi um trabalho brutal.


Sempre bem nas fotos, o grande comandante


sem comentários


O Artista António

O antigo aluno Nuno Rufino

A mestre Monica trabalhando no kamidana

No final da limpeza houve o tradicional naorai ou festa de agradecimento, que se juntou com a festa de despedida do uchideshi Marko Tomatis. Para a festa também apareceu o professor Luis Gomes, e o professor Jorge Feio. A Madalena, como sempre, esteve presente com os seus cozinhados tradicionais e super deliciosos. Um grande bem haja à Madalena Bicho e família cuja ajuda é sempre um tesouro.
A dobrada estava divinal.

Sempre a brincar, o inteligente Dr. Jorge




Marko Tomatis sopra a vela da despedida.

O grande casal Bicho, a Madalena e o Aristides. Amigos sem igual.



Vista da festa






A festa correu muito alegre com muitos falares, sobre muitos acontecimentos. A meio da festa apareceram os Cotovios, Nuno e António e mãe que vinham todos aperaltados para ir para a festa de casamento do Osiris Roost, antigo praticante da APASD que se casou recentemente na Suíça, onde vive actualmente. Muitos parabéns ao Osiris e esposa, também.

Vejam mais fotografias no face book de Dento Iwama Ryu Portugal

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

OS ELEFANTES E O ANO NOVO/Elephants and the New Year to come, por Tristão da Cunha.








Elefantes
"Em janeiro de 2012 uma centena de invasores a cavalo carregaram para fora do Chade para o Parque nacional Bouba Ndjidah nos Camarões, abatendo centenas de elefantes - famílias inteiras - num dos piores assassinatos concentrados desde que a proibição mundial do comércio de marfim foi adotada em 1989. Carregando AK-47 e lança-granadas, despacharam os elefantes com uma precisão militar .... "
Brian Christy, National Geographic Magazine, outubro, pág. 38

Tibete
"78 tibetanos foram confirmados terem-se autoimolado no Tibete desde 27 de fevereiro de 2009
68 homens, 11 mulheres
64 dos 78 sabe-se que morreram após seu protesto
33 dos 78 são da Prefeitura Autónoma Ngaba Tibetana e Qiang, província de Sichuan
10 dos 78 eram monges do mosteiro Kirti, em Ngaba
10 dos 78 são ex-monges do mosteiro Kirti em Ngaba (não é conhecido atualmente quais dos nove escolheram tirar a túnica, ou quais foram expulsos do mosteiro pelas autoridades do governo)
Dois dos 78 eram freiras do convento Mame Dechen Chokorling em Ngaba
• 77 das autoimolações ocorreram desde 16 de março de 2011 "


Sudão
Teme-se que 3.000 podem ter morrido num massacre tribal no Sudão.
"Temos estado a contar os corpos, e calculamos que até agora 2.182 mulheres e crianças foram mortas e 959 homens morreram", disse o Sr. Konyi ".


Ao ler as notícias encima, eu realmente não sei o que sentir.
Portugal atravessa uma crise profunda, e as dificuldades têm atingido a maioria das famílias no país.

O nosso dojo também está a passar por dificuldades, e está a tentar ficar aberto em um país considerado como abaixo do nível de "Lixo", desconsiderando as pessoas, o trabalho, os habitantes do país, as plantas, os seres humanos e os animais (pois todos têm um grande valor), as tradições, em resumo, tudo o que compõe a nossa pequena nação.

Ainda assim, podemos dizer que, em comparação com os elefantes, o povo Tibetano ou as tribos do Sudão, estamos muito melhor, pelo menos pelo momento.

Este ano tem sido marcado por assuntos pesados, geralmente tristes, como as notícias acima. Eu penso muito sobre os seres humanos e as suas  responsabilidades para com a natureza e para de uns para com os outros.
Ainda há algumas pessoas que pensam assim, mas de uma forma mais profunda, eu acho. Elas são, obviamente, mais cultas e espiritualmente avançadas do que eu. Eu penso sobre estas questões e fico com raiva, extraordinariamente irritado. E meu sentimento é de vingança, e de tomar medidas com as minhas próprias mãos.
No entanto, esta é também uma das razões pelas quais todas estas notícias terríveis estão a acontecer.

Eu muitas vezes - bem, realmente todos os dias - penso em tudo que eu deveria ter para me tornar num ser humano melhor:
Felicidade, sinceridade, discernimento, sabedoria, conhecimento, coragem, educação, paciência, o altruísmo, o respeito pelos mais velhos, o respeito pelos outros, a humildade, a honestidade, modéstia, vontade de trabalhar, a saúde e, muitas vezes eu também penso na prosperidade (material, claro ).

Isto é o que eu rezo para toda a minha família - pais, irmãos, irmãs, parentes - todos os meus amigos, professores e - sim - eu também rezo para que todos os meus inimigos possam adquirir estes também, e muito em breve!

Todos nós temos a tendência de pensar que nós é que sabemos o que é melhor. E temos certeza que temos o direito à nossa própria opinião e à discórdia da opinião dos outros também. Ainda assim, amizades e relacionamentos não deveriam ser destruídos por causa do direito a uma opinião diferente.

Inúmeras vezes eu tomei decisões, que são definitivamente más para mim e para todos os que dependem do meu trabalho. Ainda assim, ao tentar harmonizar tudo de novo, as coisas podem ser trazidos de volta para um  caminho bastante correto.

Pergunto-me muitas vezes o que o Aikido está realmente a fazer por mim, ou para o desenvolvimento de todas as agradáveis qualidades acima descritas. Eu não tenho nenhuma resposta. Além disso, eu sei que eu poderia estar em outro caminho (Way - Dou) e ainda pensaria o mesmo. Os caminhos são apenas isso, um caminho a seguir, "Para nos manter no caminho certo."
Claro, eu continuo sair e voltar novamente a este caminho e por isso eu penso que a melhor coisa que um caminho tem é que ele nos vai ajudar a não nos perdermos: Perder na raiva, perder na angústia, perder na arrogância, perder na covardia ... etc.

Desejo que todos os membros da minha família, os meus professores, amigos e inimigos, possam ter uma viagem segura e que não se percam por perder os seus caminhos. Seria muito mais fácil para mim!

Além disso, eu gostaria que todos os Aikidoka, pois sempre alegam que o Aikido é para ajudar a sociedade, fizessem algo real para ajudar a trazer uma solução para os problemas de todos os que não podem mais ajudar a si mesmos, como os elefantes e os povos impotentes que sofrem dificuldades e dor sem fim. É difícil ajudar. É preciso coragem. De alguma forma, todos nós somos estranhamente tímidos para fazer o bem abertamente. É preciso coragem. E esta também é necessária para seguirmos os nossos próprios princípios.

Cada dia é apenas mais um dia. Mas vamos tomar a decisão que, a partir do dia 1 de janeiro (ou hoje .. ou agora), vamos todos fazer o nosso melhor para seguir bons princípios e ajudar outros seres sencientes.

E também desejo que eu me lembre sempre do que escrevi, para que eu possa ser encurralado de forma a enfrentar a realidade e não (apenas) o romantismo.
_________________________________________  Inglês _____________________________________

Elephants
“ In January 2012 a hundred raiders on horseback charged out of Chad into Cameroon’s Bouba Ndjidah National park, slaughtering hundreds of elephants – entire families – in one of the worst concentrated killings since a global ivory trade ban was adopted in 1989.Carrying AK-47s and rocket-propelled grenades, they dispatched the elephants with a military precision....
Brian Christy, National Geographic Magazine, October, pg 38

Tibet
  • “78 Tibetans have been confirmed to have self-immolated inside Tibet since February 27, 2009
  • 68 men, 11 women
  • 64 of the 78 are known to have died following their protest
  • 33 of the 78 are from Ngaba Tibetan and Qiang Autonomous Prefecture, Sichuan province
  • 10 of the 78 were monks at Kirti monastery in Ngaba
  • 10 of the 78 are former monks at Kirti monastery in Ngaba (It is currently not known who of the nine chose to disrobe, or were expelled from the monastery by government authorities)
  • Two of the 78 were nuns from Mame Dechen Chokorling nunnery in Ngaba
•  77 of the self-immolations have occurred since March 16, 2011”


Sudan
3,000 feared dead in tribal ‘massacre’ in Sudan.
“We have been out counting the bodies, and we calculate so far that 2,182 women and children were killed and 959 men died,” Mr. Konyi said.”


Reading about the news above, I really do not know how to feel.
Portugal is undergoing a deep crisis, and hardships have stricken most of the families in this country.

Our dojo is undergoing hardships too, and is trying to stay open in a country looked upon as below the “Trash” level, disregarding the people, the work, the living inhabitants of the country, plants, human and animals (for all are very valuable), the traditions, in summary, all that composes our small nation.
Still, we can say that, compared to the elephants, the Tibetan people or the Sudan tribes, we are much better off; at least for the moment.

This year has been marked by heavy matters, usually sad, such as the news above.  I think a lot about human beings and their responsibilities towards nature and towards one another.
There are a few people who still think like this, but in a more profound manner, I guess. They are obviously more cult and spiritually advanced than me. I think about these matters and get angry, extraordinarily angry. And my feeling is one of revenge, to take action into my own hands.
However, this is also one of the reasons why all these terrible news are happening.
I often, well, really every single day, think about all I should have in order to become a better human being:
Happiness, sincerity, discernment, wisdom, knowledge, courage, politeness, patience, altruism, respect for the elders, respect for others, humility, honesty, modesty, will to work, health and I often also think of prosperity (material, of course).
These is what I pray for all my family – parents, brothers, sister, relatives – all my friends, teachers and – yes – I also pray that all my enemies will acquire these too, and very soon!

We all have the tendency to think that we know best. And we sure have the right to our own opinion and to discord of others’ opinions too. Still, friendships and relationship should not be destroyed because of this.
Countless times I make decisions, which are definitely bad ones for me and for all that depend on my work. Still, by trying to harmonize all again, things can be brought back into a fairly correct path.

I wonder many times what is Aikido really doing for me, or for the development of all the above nice qualities. I have no answer. Also, I know that I could be on another path (Way – Dou) and still think the same. Paths are just that, a way to follow, “To keep on the right track.”
Of course, I keep on getting out and back again of this “track.” I guess the best thing a track has is that it will help you not to get lost: Lost in anger, lost in anguish, lost in arrogance, lost in cowardice…etc.

I wish all the members of my family, my teachers, friends and enemies would keep a safe journey and not to loose themselves by loosing their track. It would be so much easier for me!

Also, I wish that all Aikidoka, for we always claim that Aikido is to help society, will do something real that will help bring a solution to the problems of all who cannot anymore help themselves, such as the elephants, and the impotent peoples who suffer unnamed hardships and pain. It is difficult to help. It takes courage. Somehow we all are strangely shy to do good openly. It takes courage. So does standing by your principles.

Everyday is just another day. But let us settle that from January the first (or today..or now), we will all do our best to abide by good principles and help other sentient beings. I wish that I would constantly remember what I wrote, so that I may be cornered into facing reality and not (only) romanticism. 

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

ESTÁGIO DE INVERNO - KANGEIKO 2012


Os primeiros a chegar para participar no estágio foram o mestre Tristão e o uchideshi Marko, 3º Dan, de Italia.
Pouco tempo depois, chegou o mestre Hugo e a esposa, a sempre sorridente Tereza.

O mestre Antonio Serra já tinha programado um jantar de onde pestiscaríamos túbaros de porco, uma iguaria pouco usual. Encontrámo-nos todos no Restaurante a Cascalheira, dirigido por um aikidoka, o Sr. Carlos.
Com muito bom atendimento, deliciosa comida, atenção especial do Chef, não admira que o restaurante estivesse cheio. Fomos lá duas vezes e das duas estava completamente cheio. Outro detalhe do restaurante é que estava cheio de biblôs de porcos e leitões, uma vez que o leitão constitui um dos pratos principais. Agradecemos a amabilidade o Sr. Carlos e da sua família. Neste primeiro jantar estiveram presentes, além dos nomeados, o Rui Salgado e o Rui, alunos do mestre António, e a prima do Gaudêncio, a Inês que muito ajudou na preparação do estágio.
Jantar divertido, com é sempre no Alentejo, terminou com o tradicional pregar de pregos no tronco de eucalipto à entrada do restaurante. Parece que o mestre Hugo foi o ma Gaudêncio is estável, depois de longas horas de comer e beber.

Sentimos a falta do Sr. Joaquim Nascimento, que já há muitos anos que participava nestes encontros nacionais e internacionais. Esperamos que melhore e o possamos ver em breve.

Houve uma boa participação no estágio, tendo em conta a crise, e vieram praticantes de Torres Vedras, Lisboa, Amadora, Serra da Estrela, Santo André, Melides e Ermidas. Em especial foi agradecida a presença do mestre José Veiga de Santiago de Compostela, Espanha.

Durante o estágio treinaram-se todos os suburi do Aikiken e também se praticou outros suburi não básicos mas que fazem parte do treino constante do Aikiken.
Com detalhe, estudou-se kaiten nage com vários ataques e várias formas de prática, kihon, ki no nagare e oyo waza. Até uma técnica de kaeshi waza de kaiten nage foi demonstrada e praticada por breves instantes.
O irimi nage e o juji nage também foram praticados em grande detalhe e em grande número.
Sempre com um espírito forte os praticantes desfrutaram do estágio que acabou no domingo antes do almoço.
A Tereza também participou na aula de Hojojutsu

O mestre Antonio Serra dominado, finalmente.
Houve uma prática especial de hojojutsu que foi também frequentada pela Tereza, mulher do mestre Hugo.
Esperamos pelo próximo ano, e que venham mais praticantes ainda.
13 no awase

Koshi nage com jujinage

O François e a mestre Mónica a treinar

O Mestre José Veiga e Luis Gomes

Mestre Mónica aplica iriminage




video

CONCURSO DE CULINÁRIA ANUAL DA APASD


Também foi no dia da festa de despedida do professor Pedro Cardoso, dia 1 de Dezembro, que se realizou o famoso concurso de culinária. Este ano houve um ressurgimento do interesse e, tal como nos bons anos do concurso, a quantidade e qualidade de pratos apresentados foi grande.

Concorreram 11 pratos e a votação foi renhida e tomou algum tempo.

O próprio Pedro apresentou um deliciosa piza, a que muitos deitaram o dentes.

A lista dos pratos:

  1. Torta de frango com pão de forma
  2. Vulcão
  3. Pizza do Pedro
  4. Ensopado de borrego CABI
  5. Migas de Espinafres
  6. Pão de Funcho
  7. Açorda de Bacalhau 
  8. Migas com entrecosto
  9. Ensopado de Cação
  10. Musashi
  11. Pudim Pão


A alegria foi muita e a prova longa e delicada.
Como todos os pratos eram tão deliciosos, ficamos tristes por não terem ganho todos. Indudávelmente, este foi um dos anos em que foram apresentados os pratos mais originais e saborosos.
Estão todos de parabéns.

O terceiro lugar foi ganho pela Madalena Bicho e família.
O seu saboroso ensopado de borrego estava uma autentica delícia.

O segundo lugar foi ganho pelo mestre Tristão, que apresentou o ensopado de cação cozinhado na altura.
O primeiro lugar foi para o Marko Tomatis, que apresentou o pão recheado com o nome de Vulcão. Muito original.

O Gustavo, o Micael e a mestre Mónica ainda receberam lugares de honra pelos seus excelente pratos.


Torta de Frango com pão de forma

Vulcão
Pizza do Pedro
Ensopado de borrego
Migas de espinafres
Pão de Funcho
Açorda de Bacalhau
Migas com entrecosto

Ensopado de cação

Musashi
Pudim Pão
Houve também muitas outras pessoas que levaram deliciosos pratos, como as lentilhas do Gustavo ou a mousse de chocolate sem açúcar da Madalena e o sushi do Marko.
O Marko fez sushi para todos e para todos os gostos.

A secretária da Associação, a Carolina, também esteve presente.

A Daniela veio dar apoio ao seu marido Micael

Lugar de Honra do Gustavo Este Esteves

Lugar de Honra da mestre Mónica Sousa

A festa continuou e passámos à nikai party.
Até o mestre Miguel Serra apareceu para a festa do Cardoso
e saborear os pratos deliciosos.

A animação foi constante