quinta-feira, 18 de abril de 2013

CREMELOQUE TRIO, esta Sexta-Feira, dia 19 às 20:30h

Já todos os praticantes do honbu dojo tiveram de certeza a oportunidade de treinar com o Luis Marques, uma vez que ele está entre os praticantes mais assíduos deste dojo.

Muitos não saberão, mas o Luís é também um famoso musico português e amanhã vai tocar com o seu trio CREMELOQUE TRIO, no Conservatório Nacional, onde também lecciona.

Em baixo coloco o cartaz oficial destes concertos que, esperamos possam assistir.

Luís Marques, Oboé




segunda-feira, 15 de abril de 2013

PRESENÇAS DE FEVEREIRO E MARÇO 2013, NO HONBU DOJO

Fevereiro foi um mês sem uchideshi e por isso o número de horas de prática no honbu dojo diminuiu bastante. Além disso foi também um mês pequeno, pelo que se praticou menos vezes.


YUDANSHA
NOMES_______________________ Nº DE HORAS

Mónica Sousa                                          14
Aristides Bicho                                        11
António Dente                                         10

Total de horas do mês de Fevereiro dos Yudansha: 56
Vamos a praticar mais vezes, yudansha!!!

KYU
NOMES_______________________ Nº DE HORAS


Luis Marques                                           23
Nuno Rufino                                           14
Yann Le Moan                                        11
Mahendi Ali                                            11

Total de horas dos kyu: 87

CRIANÇAS
NOMES_______________________ Nº DE HORAS

Francisco X.                                            06
Gabriel Le Moan                                     05
Gustavo Esteves                                      03

Total de horas dos jovens: 21

Comentário: todos precisam de vir praticar mais...a época dos exames aproxima-se e se continuam assim...ninguém irá passar. Para passar os exames, é necessário praticar muito! 164 horas de prática no honbu dojo é muito pouco.


Março

O mês de Março viu subir um pouco o número de horas de prática pois houve um estágio no final do mês e além disso o mês tem 31 dias. No honbu dojo praticaram-se 288 horas. Ainda assim é muito pouco. 300 horas, sem estágios, deveria ser o número adequado para uma prática mínima no honbu dojo.

YUDANSHA
NOMES_______________________ Nº DE HORAS

Mónica Sousa                                          30
António Dente                                         30
Jorge Feio                                                12
António Cotovio                                      12      
Nuno Cotovio                                          12
Alberto Ramos                                         11

Total de horas de prática, em Março, de todos os yudansha: 136


KYU
NOMES_______________________ Nº DE HORAS

Nuno Rufino                                           24
Luis Marques                                          23
Yann Le Moan                                        23
Mahendi Ali                                            15

Total de horas dos kyu: 127

CRIANÇAS
NOMES_______________________ Nº DE HORAS

Francisco X.                                            06
Gabriel Le Moan                                     07
Gustavo Esteves                                      04
Auriene de Marcellus                              04

Total de horas dos jovens: 25

Luis Marques
Mestre Mónica Sousa




António Dente

Comentário: venham praticar mais vezes...!

domingo, 14 de abril de 2013

ESTÁGIO INTERNACIONAL EM MONDOVÍ – ITALIA



O mestre Tristão da Cunha foi convidado a dirigir um estágio em Mondoví, na Itália, cerca de Torino.
Ao chegar o mestre Alberto tinha uma recepção magnifica preparada para o todo o grupo. Comida com fartura e com muita qualidade, e um vinho espectacular da região.
Inicio da recepção no dojo privado do mestre Alberto Boglio


O estágio foi muito concorrido e com a participação de muitas escolas Italianas e também vieram pessoas de outros países, como Mehmet Dogu da Turquia,
Alexey [alp Oba] da Rússia, Ilona Yantarova também da Rússia [Murmansk] , e Osiris Roost da Suíça.
 
Alguns participantes no estágio em Mondoví.
O mestre Alberto Boglio está sentado em seiza no centro rodeado pelas suas jovens alunas.
Tittarelli e Tristão Shihan encontram-se logo atrás.
De acordo com o mestre Tristão, como o nível técnico dos Italianos era muito alto, ele teve gosto em ensinar técnicas de um nível alto, para que todos pudessem desfrutar ao máximo este estágio.

Desde Portugal foram 11 praticantes, que muito divertiram os nosso colegas Italianos com as suas canções tradicionais.
Grupo de praticantes portugueses com os mestres Tittarelli e Cunha
Osiris Roost, agora a viver na Suíça, juntou-se ao grupo por ter vivido
muito anos em Portugal e frequentado a nossa escola.
O Marco Tomatis, uchideshi de longa data em Lisboa, também se juntou ao nosso
grupo para a fotografia!!


Além dos suburi, também se treinou kumijo, kumitachi e variações,  kentaijo e happo bunshin.
O mestre Alberto Boglio, o anfitrião, não se conteve com despesas para poder agradar o grupo português, e todo o estágio demonstra que ele realmente é um bom programador, não esquecendo os mais pequenos detalhes. É um dos últimos grandes mestres alunos de Morihiro Saito Shihan. Toda a honra lhe é devida pois, além da etiqueta demonstrada para com o mestre Tristão e para com todos os portugueses, a sua técnica é absolutamente impressionante.
O grande mestre Alberto Boglio. Extrema humildade, extraordinaria pessoa.

Humilde e trabalhador, com a sua mão direita, o mestre Marco Crastore e os seus alunos, organizou um estágio de forma impressionante.
 
Portugueses a cantar durante a festa de sábado à noite....


Após a nossa chegada, o mestre Alberto levou-nos a visitar vários locais onde se produzem produtos da região: Viveiros de Truta [truta salmonada], queijaria, fábrica de pasta, tudo empresas familiares. Antes também nos levou a visitar uma interessantíssima capela toda pintada com frescos com cenas da bíblia, Bastia di Mondovì, Cappella cimiteriale di San Fiorenzo. Foi deveras muito instrutivo e curioso, tendo os portugueses entrado em diálogo profundo com o guia da capela durante muito tempo.
Bastía de Mondoví

Sem olhar a despesas, cobriu-nos com presentes no final da nossa estadia. 

O mestre Alberto, a lindíssima Maura, o mestre Marco Crastore e outro seu aluno o Luca, ajudaram a transportar todo o pesado grupo de tugas de um lado para o outro em Mondoví e até a visitar as famosas vinhas de Fontanafredda. 

Claro que não podemos esquecer a constante presença do simpático Marko Tomatis, que não nos deixou um só momento e ajudou muito durante a nossa estadia e na preparação da viagem. Graças a ele o grupo português conseguiu ter uma estadia muito mais barata do que seria possível noutras circunstancias. 

Fontanafredda

Estão todos de parabéns por este magnifico estágio.
Foi um prazer treinar com praticantes de um nível tão elevado.

video

Um "Menina que estás à janela" a precisar de muito treino, mas 
que serviu para alegrar a primeira festa...vamos lá treinar um pouco mais para o 
estágio de Sevilla!!!

video

O Marko e o Jorge Feio em pleno treino de jo awase

Visão superior do estágio
Facebook Dento Iwama Ryu Italia


ESTÁGIO INTERNACIONAL EM TUCUMÁN, ARGENTINA



Saito Sensei dirigiu um estágio internacional em Tucumán, durante o fim de semana santa. Este foi o primeiro estágio internacional que dirigiu em Tucumán, no Norte da Argentina.

Apesar de estar seriamente lesionado de um joelho, Sensei ensinou como sempre, movimentando-se magicamente.
Saito Sensei com o professor Hamada, em frente à famosa
Ponte da Mulher. Esta ponte faz lembrar uma dançarina de
Tango, quando levanta a perna.
Esteban Hamada, quem convidou Hitohira Saito Sensei, é de descendência  Japonesa e é um dos professores mais importantes da Argentina, tendo desenvolvido a sua escola de forma surpreendente nos últimos anos. 
Saito Sensei com Esteban Hamada, nas montanhas cerca de Tucumán,
na tenda de uma vendedora de "Tortillas".

Sensei ensinou principalmente em tachiwaza por causa do seu joelho, mas também fez um pouco de suwari waza quanto ensinou Nuki Sashi no treino especial.

O estágio teve a participação de várias escolas da Argentina, nomeadamente, Tucumán, La Plata, Mendoza, Buenos Aires. Também vieram alunos de várias escolas do Uruguay,  de Brasil, da República Dominicana e do Chile.
Surpreendente foi também o interesse mostrado por vários praticantes de outros estilos de Aikido, que se juntaram ao último treino de Domingo.
 
Sensei, que ama as crianças, próximo de Yoshiro, primeiro filho de
Esteban.

Sempre bem disposto, sempre anima a festa com um grande amigo
de Esteban Hamada.

Além de fantásticas técnicas de tachi dori e jo dori, o que muito interessou a todos os praticantes foi a demonstração de Nuki Sashi (desembainhar do sabre), durante o treino especial.
Mestre Mario Silva, do Uruguay

O professor Mário Silva, aluno de longa data de Morihiro Saito Soke e de Hitohira Saito Soke, foi promovido a 5º Dan durante este estágio e por isso apresentamos as nossas mais sinceras felicitações! “Gambatte, Mario-san!”


A festa de sábado à noite foi muito animada, tendo havido baile com músicas tradicionais da região.

No total, foi um estágio de muito sucesso e estamos agradecidos ao Sensei Hamada por haver planejado este estágio.

O próximo estágio internacional na América Latina será em Novembro, logo a seguir ao estágio de Sevilha.
video
 A alegria dos latino-americanos demonstrada neste pequeno vídeo de dança tradicional, tirado durante a festa de sábado.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Como rolar: estudos e soluções

Temos aqui um vídeo muito simples e ao mesmo tempo muito importante pelo instrutivo que é.
Este jovem estuda Parkour em pormenor e desenvolveu formas de fazer os rolamentos em cimento para que não acabe todo partido.

Estudem este vídeo e verão que têm ainda muito por aprender sobre a prática do ukemi.
Muito interessante.


書道チャンネルのご紹介

Como escrever Shodo, para os mais interessados nesta Via.