domingo, 14 de abril de 2013

ESTÁGIO INTERNACIONAL EM MONDOVÍ – ITALIA



O mestre Tristão da Cunha foi convidado a dirigir um estágio em Mondoví, na Itália, cerca de Torino.
Ao chegar o mestre Alberto tinha uma recepção magnifica preparada para o todo o grupo. Comida com fartura e com muita qualidade, e um vinho espectacular da região.
Inicio da recepção no dojo privado do mestre Alberto Boglio


O estágio foi muito concorrido e com a participação de muitas escolas Italianas e também vieram pessoas de outros países, como Mehmet Dogu da Turquia,
Alexey [alp Oba] da Rússia, Ilona Yantarova também da Rússia [Murmansk] , e Osiris Roost da Suíça.
 
Alguns participantes no estágio em Mondoví.
O mestre Alberto Boglio está sentado em seiza no centro rodeado pelas suas jovens alunas.
Tittarelli e Tristão Shihan encontram-se logo atrás.
De acordo com o mestre Tristão, como o nível técnico dos Italianos era muito alto, ele teve gosto em ensinar técnicas de um nível alto, para que todos pudessem desfrutar ao máximo este estágio.

Desde Portugal foram 11 praticantes, que muito divertiram os nosso colegas Italianos com as suas canções tradicionais.
Grupo de praticantes portugueses com os mestres Tittarelli e Cunha
Osiris Roost, agora a viver na Suíça, juntou-se ao grupo por ter vivido
muito anos em Portugal e frequentado a nossa escola.
O Marco Tomatis, uchideshi de longa data em Lisboa, também se juntou ao nosso
grupo para a fotografia!!


Além dos suburi, também se treinou kumijo, kumitachi e variações,  kentaijo e happo bunshin.
O mestre Alberto Boglio, o anfitrião, não se conteve com despesas para poder agradar o grupo português, e todo o estágio demonstra que ele realmente é um bom programador, não esquecendo os mais pequenos detalhes. É um dos últimos grandes mestres alunos de Morihiro Saito Shihan. Toda a honra lhe é devida pois, além da etiqueta demonstrada para com o mestre Tristão e para com todos os portugueses, a sua técnica é absolutamente impressionante.
O grande mestre Alberto Boglio. Extrema humildade, extraordinaria pessoa.

Humilde e trabalhador, com a sua mão direita, o mestre Marco Crastore e os seus alunos, organizou um estágio de forma impressionante.
 
Portugueses a cantar durante a festa de sábado à noite....


Após a nossa chegada, o mestre Alberto levou-nos a visitar vários locais onde se produzem produtos da região: Viveiros de Truta [truta salmonada], queijaria, fábrica de pasta, tudo empresas familiares. Antes também nos levou a visitar uma interessantíssima capela toda pintada com frescos com cenas da bíblia, Bastia di Mondovì, Cappella cimiteriale di San Fiorenzo. Foi deveras muito instrutivo e curioso, tendo os portugueses entrado em diálogo profundo com o guia da capela durante muito tempo.
Bastía de Mondoví

Sem olhar a despesas, cobriu-nos com presentes no final da nossa estadia. 

O mestre Alberto, a lindíssima Maura, o mestre Marco Crastore e outro seu aluno o Luca, ajudaram a transportar todo o pesado grupo de tugas de um lado para o outro em Mondoví e até a visitar as famosas vinhas de Fontanafredda. 

Claro que não podemos esquecer a constante presença do simpático Marko Tomatis, que não nos deixou um só momento e ajudou muito durante a nossa estadia e na preparação da viagem. Graças a ele o grupo português conseguiu ter uma estadia muito mais barata do que seria possível noutras circunstancias. 

Fontanafredda

Estão todos de parabéns por este magnifico estágio.
Foi um prazer treinar com praticantes de um nível tão elevado.

video

Um "Menina que estás à janela" a precisar de muito treino, mas 
que serviu para alegrar a primeira festa...vamos lá treinar um pouco mais para o 
estágio de Sevilla!!!

video

O Marko e o Jorge Feio em pleno treino de jo awase

Visão superior do estágio
Facebook Dento Iwama Ryu Italia